domingo, 8 de março de 2015

Viva as mulheres!

         Hoje (08/03), é comemorado o dia internacional da mulher e eu não podia deixar de falar sobre isso.
  Primeiramente, os meus mais sinceros parabéns a todas as mulheres que estiveram nesse mundo e o ajudaram a melhorar de alguma forma. Mesmo que a sociedade, as castas altas dela, não permitissem que a mulher fosse considerada cidadã, muitas delas venceram as barreiras e modificaram algo, mesmo que esse algo fosse muito pequeno.
   Muito obrigada a todas as mulheres que nos servem de exemplo para os dias de hoje. Obrigada por enfrentarem as sociedades da época em que viviam e mostrarem que as mulheres podem fazer o que quiserem, quando quiserem e independente da vontade das pessoas ao seu redor.
    Em segundo lugar, os meus mais sinceros pedidos de perdão em nome de toda a minha geração.
    Mil desculpas por muitas vezes abaixarmos a cabeça para o que nos ditam e não darmos orgulho as gerações passadas que muito lutaram pelos nossos direitos.  Desculpem-nos por não irmos à luta como vocês foram e não mudarmos nada que está ao nosso alcance.
     Além das mulheres da idade média, idade moderna e etc, tenho muito a agradecer pelos exemplos que recebo de mulheres nos dias de hoje.
      Obrigada a todas as mulheres que acordam cedo, muitas vezes de madrugada, para trabalhar, mas que não tiram o sorriso do rosto. Obrigada pelo exemplo de superação.
      Obrigada a todas as mulheres que, com lágrimas e muito suor, conseguem criar e sustentar suas famílias. Obrigada mais uma vez por esse exemplo.
       Obrigada todas às mulheres brasileiras que servem como exemplo para nós, os jovens que também querem mudar algo nesse país.   
      Obrigada a todas as mulheres que, com muita garra e esforço, suaram a camisa e foram atrás de seus sonhos. 
       Não poderia de deixar um agradecimento a todas as escritoras, tanto de antigamente quanto as de hoje, que com suas histórias de superação me servem muitas vezes como exemplo para seguir em frente e não desistir de meu sonho, pois um dia alguém lutou para que as portas fossem abertas para que eu e muitas outras mulheres pudéssemos chegar ao patamar desejado e respeitado.
        Obrigada por me darem tanto orgulho e me perdoem por muitas vezes não dar orgulho nenhum a quem de direito.
        Um grande “viva” a todas as mulheres desse mundo, que de um jeito ou de outro, vencem suas lutas todos os dias, mas continuam tendo orgulho de serem quem são.
        
(https://mundodepalavras.wordpress.com/2014/03/07/dia-da-mulher/)

Nenhum comentário:

Postar um comentário