segunda-feira, 9 de março de 2015

Pare de ler romance e vá viver o seu!

  Que atire a primeira pedra aquela pessoa que nunca viu nenhum filme ou leu algum livro de romance.
   Eu, mesmo não sendo a mais melosa de todas as pessoas, já li, sim, um livro cujo gênero era romance. E não vou negar. É um dos meus livros favoritos.
    Não estou dizendo para que parem de consumir romances, deixando claro. O que estou dizendo é que todos nós precisamos parar de só consumir romances ilusórios e precisamos criar o nosso próprio.
    Não vamos mentir para nós mesmos. Todas nós sabemos que aquele romance que nos faz chorar e pensar o quanto queremos um cara daqueles nas nossas vidas não vai acontecer conosco. Não daquela maneira que aconteceu no livro ou filme.
    Nós, caras leitoras, precisamos sair dessa comodidade que temos no sofá de nossa casa e irmos viver a nossa história. Precisamos sair da preguiça de um dia chuvoso com chocolates e um filme clichê na sessão da tarde e precisamos criar histórias para contar para nossos futuros herdeiros.
     Eu tenho a plena consciência de que falar é mais fácil do que fazer. Sei também que a gente se decepciona tantas vezes que até da vontade de desistir. Mas, moça, você só quer desistir, pois nunca achou ninguém que vá valer a pena.
       E nem vai achar se ficar sentada ai, comendo bombom e chorando igual a uma desvairada porque aquele cara não te quis.   
      Eu e você temos de parar de nos iludir achando que aquele romance onde o cara ama a mulher mais do que tudo na vida vai acontecer com a gente. Não vai. Nós temos de aprender que romance é muito mais do que isso que nos é apresentado pela mídia.  Afinal, o que seria de nós sem aqueles altos e baixos que só acontecem na vida real?
      Eu sei que tem alguns filmes e livros que apresentam o mais próximo possível da realidade, mas a sensação de aquilo acontecer com a gente é totalmente diferente do que ver acontecer em filmes.
      E se não houver outro alguém para amar, ame-se primeiro! Aliás, ame-se tendo ou não alguém para amar. Amor próprio é muito bom e faz bem.
       Moça, você não é uma personagem qualquer de mais um filme de romance. Você não é uma coadjuvante nessa história toda. Você é a personagem principal. Então, moça bonita, faça acontecer algo nessa história, pois de histórias monótonas e chatas, o mundo já está cheio.
    
   



4 comentários:

  1. Um blog com textos, finalmente *--* venho procurando a semanas e achei o seu hoje :) gostei muito desse que você escreveu. Trata de uma verdade que nós, mulheres, temos certa dificuldade em aceitar: precisamos ir em busca de vivermos as nossas próprias histórias :)
    Estou seguindo.
    Beeijo
    http://www.estoriasecafe.com/

    ResponderExcluir
  2. Eu também estou procurando um blog de textos haha. Se souber de algum, mande-me o link hahaha.
    Obrigada por seguir 😊

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O meu também tem alguns textos de minha autoria Isabela, faz uma visita se puder! ;)
      http://valentina-albuquerque.blogspot.com.br/

      Excluir