sábado, 11 de outubro de 2014

A mala de Lembranças

  Estávamos a sós. Eu e minha pequena mala de lembranças.
  Daqui a algumas horas terei de embarcar em uma viagem que sei que não terá mais volta, mas, foi escolha minha.
  Daqui a algumas horas terei de dar adeus às pessoas que amo para seguir meu próprio rumo.
 Remexo em minha gaveta a procura de mais lembranças que possa levar junto comigo, mas, não há mais nenhuma.
 Olho minha bagagem por puro costume e acabo entrando no mundo das lembranças.
 Cada uma em sua imensa importância para mim. Cada uma com sua lição. Cada uma compondo quem sou hoje.
 Aproximo-me mais das lembranças de minha infância. Sorrio e não consigo esconder a saudade. Cada lição que me fora dada naquele curto espaço de vida que me fora concedido estava naquela lembrança. Algumas eu utilizo até hoje e outras choro por não ter colocado em prática o que me fora falado.
  Chego a minha adolescência e vejo as decepções que tive e o que aprendi com elas.
  Cada momento estava lá. E muito bem guardado.

Sigo fechando a mala, seguindo até a porta e trancando-a. Dando assim, meu último adeus e seguindo para minha viagem ao desconhecido.

Nenhum comentário:

Postar um comentário